Doenças Funcionais do Intestino

+ Saúde

Ao intestino delgado cabe o papel de separar os alimentos essenciais enquanto o intestino grosso tem que separar os fluídos e excluir a parte residual.

 

Quando o sistema intestinal não funciona de forma adequada, é porque uma alimentação desadequada ou um estilo de vida pouco saudável está a provocar disfunções.

 

Obstipação

 

A obstipação ou prisão de ventre é apontada como um dos grandes males da vida moderna. Considera-se que existe obstipação quando ocorrem alterações de ritmo e de regularidade na mobilidade intestinal própria de cada indivíduo.

 

A prisão de ventre possui inúmeras causas: uma dieta desregrada com ausência de fibras, ingestão insuficiente de líquidos, falta de exercício, existência de doença intestinal, idade avançada ou até mesmo medicação são as causas mais frequentes.

 

Regra geral a prisão de ventre é uma disfunção intestinal temporária sem gravidade que surge como consequência de hábitos de vida. Nestes casos, ingerir alimentos ricos em fibras, beber muita água, comer com calma, evitar uma vida sedentária, fazer diariamente pequenos percursos a pé e praticar regularmente desporto, são factores básicos de correcção para uma reeducação atempada de uma obstipação futura.

 

Prevenção:
• Ingerir pelo menos 25 a 30 gramas de fibras por dia. Pode utilizar alguns alimentos preparados com fibras (flocos, leite com fibras, ou até “farelo” de casca de cereais). Utilize regularmente cenouras, aipo, saladas, brócolos, feijão ou grão.

• Beba bastantes líquidos. Como já vimos, deve ingerir o correspondente a 1,5 ou 2 litros por dia. Excluindo o álcool e as bebidas açucaradas, todos os líquidos servem, desde água até leite ou sopas.

• Faça exercício regular. Andar cerca de 20 a 30 minutos por dia, em passo ligeiro, é o suficiente para estimular o movimento dos intestinos, para além de ser benéfico em termos de combate à obesidade, reumatismo e doenças cardiovasculares.

• Evite adiar a evacuação quando tiver vontade.

 

Flatulência

 

Esta é conhecida por ser uma das mais frequentes irregularidades intestinais. O aparecimento de gases pode estar relacionado com a quantidade de ar engolida, a expulsão de ar através do tracto intestinal e mesmo os níveis de produção de gases.

 

A flatulência varia de pessoa para pessoa, mas sabe-se que estar nervoso, beber por palhinha, mascar pastilha elástica e usar próteses dentárias muito largas aumentam a quantidade de ar engolido. Também pode dar-se o caso de as pessoas não digerirem totalmente alimentos com frutose, sorbitol e lactose.

 

Para evitar vir a sofrer de flatulência, procure ter uma dieta que não contemple alimentos difíceis de digerir, bebidas gaseificadas e pastilhas elásticas.

 

Síndrome do Intestino Irritável

 

A síndrome do intestino irritável provoca um desconforto a nível intestinal cujos sintomas se agravam à medida que o stress emocional aumenta, podendo haver dor abdominal, diarreira, obstipação, gases, distensão abdominal, redução do apetite e até ansiedade.

 

Este problema não escolhe idades, todavia surge muitas vezes durante a adolescência ou no início da idade adulta. As mulheres são mais vulneráveis a este problema visto que têm muitas vezes uma dieta pobre em fibras, são mais susceptíveis ao stress e recorrem ao uso de laxantes.

 

Para controlar este problema, procure ter uma alimentação rica em fibras, elimine substâncias estimulantes como a cafeína, faça exercício com regularidade e procure o seu médico em caso de depressão.