A Empresa

A Salutem foi criada em 1924 quando os irmãos Alberto e Arnaldo Pereira fundaram a A.F. Pereira Lda para se dedicar à distribuição e retalho.

Em 1935 adquiriram uma fábrica de rebuçados e criaram a marca Centazzi. Com a marca, formaram a sociedade Centazzi Lda.
Mas foi em 1942 que a empresa deu passos de gigante e registou a Salutem como uma marca de farinhas alimentares à base de soja. O sucesso alcançado nos anos 60 permitiu aos seus mentores lançar a primeira fábrica de transformação de soja em Portugal. O objectivo era claro, melhorar as misturas das farinhas utilizadas na indústria alimentar, sem esquecer a panificação.

Já na década de 90, os incentivos aos cuidados a ter com a alimentação deu à Salutem uma posição privilegiada no mercado.
Mas esta é sobretudo uma história de empreendedorismo em que a Salutem marca a diferença pela aposta em alimentos benéficos para a saúde e bem-estar. Actualmente, e já no séc. XXI, esta destaca-se por ser uma marca de confiança para o consumidor, que a elege pela qualidade, inovação e criatividade, conceitos-chave para a empresa.

Política Ambiental

O meio ambiente é também uma preocupação para a Salutem, que acredita que um bom ambiente é condição necessária para a qualidade de vida de todos.

Deste modo, tenta minorar o seu impacto no meio ambiente optando por um uso racional dos recursos naturais. É embuída deste espírito que a Salutem procura motivar os seus colaboradores a melhorar o seu desempenho pró-ambiente.

No interiror da empresa, a Salutem estimula o consumo de materiais reciclados, reduzindo em simultâneo o consumo de papel, de água e energia usando em certos casos o meio digital de facturação. Sem esquecer, claro, de ter um papel activo na reciclagem.

Responsabilidade social

Preocupações sociais e ambientais fazem parte das linhas de orientação da Salutem e os princípios de solidariedade e cidadania estão bem presentes na sua estratégia empresarial. Estes critérios estão presentes em:

  1. Produtos: Critérios rigorosos quanto à origem das matérias-primas, excluindo produções agrícolas de organismos geneticamente modificados (OGMs) e preferindo, sempre que possível, as de regime biológico. Rastreabilidade total.
  2. Produção: Todos os processos de produção são pensados com vista à poupança energética e redução dos materiais de embalagem.
  3. Colaboradores: Tendo por base o princípio do desenvolvimento sustentável, preconizamos o crescimento dos postos de trabalho e das condições, apostando na formação permanente.
  4. Terceiros: O que diferencia a Salutem é a permuta de ideais que esta estabelece com os parceiros.
  5. Logística: Toda a vertente logística é gerida informaticamente, tornando os processos de produção mais eficazes.

Qualidade

Para uma alimentação natural e funcional, a Salutem aposta na qualidade. Há uma permanente preocupação em acompanhar ao máximo as necessidades dos clientes e corresponder às exigências do mercado.

Todos os produtos estão sujeitos ao controlo de qualidade, processo este que começa na selecção de matérias-primas e acompanha o produto até ao seu resultado final.
E é este sistema de controlo de produtos que, assente em boas práticas de fabrico, garante a qualidade dos produtos comercializados e, assim, o reconhecimento dos consumidores.

O contacto com empresas com certificação internacional muito tem contribuído para a preferência que o público dá aos produtos Salutem.